O Governo de Moçambique e a associação das câmaras de comércio europeias (EuroCam) criaram a Plataforma de Apoio aos Investidores Europeus (PAIE), para o aprofundamento das relações económicas entre as partes.

A formalização, através de um memorando, “visa estabelecer mecanismos adequados com vista ao aprofundamento das relações económicas e estimular o investimento e o emprego”, disse hoje fonte do Ministério da Indústria e Comércio oficial à Lusa.

A plataforma tem como base os vários instrumentos que ligam a UE e o Grupo de países de África, Caraíbas e Pacifico com realce para as Convenções de Yaoundé, Lomé e o Acordo de Cotonou.

O acordo foi assinado pela secretária-permanente do Ministério da Indústria e Comércio, Maria Ascensão Pinto, e pelo presidente da EuroCam, Simone Santil.

O Governo moçambicano espera que o memorando ajude a remover barreiras que as empresas da UE enfrentam em Moçambique no desenvolvimento de atividades económicas.

 A EuroCam considera que o acordo integra-se no quadro de desenvolvimento económico através da facilitação do investimento Europeu em Moçambique. A estrutura reúne cinco câmaras de comércio com presença em Moçambique (Espanha, França, Grécia, Itália e Portugal) e ainda representantes de outros países europeus.

Fonte :  Diário de Notícias